História

A Ordem do Dragão Dourado existe há bastante tempo. A princípio era conhecida como Clube do Dragão Dourado e sua história teve diversos altos e baixos. A história se confunde um pouco com a de seu fundador e idealizador.

O então Clube Dragão Dourado foi idealizado por volta de agosto/setembro de 1997, por Leo(nardo) Jardim, e seu grupo de RPG na época, composto por Anderson Ferreira e Juliano Augusto. O nome foi uma homenagem à miniatura preferida do grupo. No início, houve uma dúvida sobre o título ser em inglês (Golden Dragon Club) ou em português. Este último foi escolhido para valorização da cultura nacional, ou como diriam alguns, apenas pela facilidade.

Em outubro do ano de 1997, Leo Jardim criou uma apresentação no PowerPoint wikipedia sobre um clube de RPG que aceitaria inscrições de qualquer pessoa do Brasil. A apresentação, que tinha mais de dois megabytes (muito pesada para a Internet da época), foi enviada para um grupo de discussão sobre RPG da UOL wikipedia. Houve várias respostas para a mensagem, muitas eram reclamações sobre o tamanho da apresentação, porém uma das mensagens recomendou que fosse criado um web site do clube.

Nasce um Dragão

Então, o perseverante idealizador do clube resolveu comprar um livro de HTML wikipedia e estudar essa tecnologia, que na época ainda era uma novidade. O trabalho foi árduo, mas, no dia 25/novembro/1997, o primeiro site do Clube Dragão Dourado entrou no ar, pelo servidor português Terràvista, o único grátis em português na época. O endereço (URL) do site era imenso e indecorável. Para facilitar essa tarefa, foi criado um redirecionador (http://come.to/dragaodourado), muito comum nesta época.

O site sofreu diversas alterações, conforme o presidente-fundador do clube foi se aperfeiçoando na arte de HTML e com ajuda das sugestões enviadas pelos novos membros. Inclusive, passou a ser hospedado no servidor Geocities wikipedia. Nesta época, todos os membros inscritos no site se tornavam Cavaleiros do Dragão Dourado e recebiam um código de identificação sequencial, como A01, A02, B01, C01 e F55. O primeiro membro a ser inscrever no clube pela internet foi Marcus Warlock.

Durante o ano de 1998, o clube chegou a ter mais de 200 membros inscritos, que na época eram adicionados manualmente a um banco de dados Access wikipedia. No final deste ano, a lista de discussão (na época dgdourado@egroups.com) teve uma de suas épocas mais ativas, com pico de 220 mensagens no mês de dezembro. O clube levou um considerável número de membros (cavaleiros) ao primeiro RPG Niterói, organizado pela Akritó Editora link externo. Esse evento ficou marcado na história do clube, pois os seus fundadores (Leo, Anderson e Juliano) foram com uma espécie de uniforme do clube, com direito a número e nome nas costas.

A Grande Derrota

Uma forte queda de luz queimou a placa de fax-modem de Leo Jardim, o presidente-fundador do clube, em fevereiro de 1999, o ano que prestaria vestibular pela segunda vez. Seu pai, preocupado com os estudos do jovem vestibulando, passando por alguns problemas financeiros, resolveu que só compraria um novo modem no final do ano de vestibular.

Nesta época, os integrantes ativos do clube, entre eles Saulo Akira, Alexandre Agrios, João Cláudio Bahamut, Fantasma e Rodrigo Balbi tentaram de tudo para manter o clube na atividade. O Akira chegou a ligar para o Leo para saber o que fazer. Mesmo com o conselho do presidente de continuar levando o clube, os integrantes não conseguiram manter a atividade por muito tempo, pois o acesso ao site e a algumas funções da lista dependiam de senhas conhecidas apenas pelo presidente ausente. Como nenhum outro contato foi obtido, o clube entrou na mais absoluta inatividade. Alguns anunciavam a morte do dragão dourado.

Nunca Subestime um Dragão Dourado

Mas o dragão não havia morrido. Durante o ano de 1999, entre uma questão de matemática e outra, Leo Jardim criou no seu computador um novo site para o Clube Dragão Dourado, dessa vez uma revolução em termos de design e conteúdo e os arquivos para download agora estariam disponíveis para qualquer visitante. Com o fim do ano de 1999 e início do ano 2000, e com as esperanças de um fim de mundo descendo pelo ralo, Leo conseguiu finalmente passar no vestibular (na reclassificação). Com isso, ganhou um novo computador, mais potente e (o mais importante) com um modem novo.

A primeira coisa que fez foi passar horas e horas lendo as mensagens antigas da lista de discussão do clube, para saber que rumos foram tomados. Descobrindo o triste fim da lista, tratou de começar com o renascimento do Clube Dragão Dourado. Colocou o site no ar, em um novo provedor de hospedagem, o hpG (www.dgdourado.hpg.com.br), criou uma nova lista de discussão e extinguiu oficialmente a antiga, em 22/junho/2000. Começou, também, a procurar antigos membros ativos pelo ICQ wikipedia (principal ferramenta de bate-papo da época). Encontrou alguns e começou a reconstrução do novo Clube Dragão Dourado. O principal neste momento foi o João Cláudio Bahamut, que passou a ser o primeiro membro da nova lista (dragaodourado@yahoogrupos.com.br).

Algumas modificações foram feitas na ideia do clube. Os códigos de identificação não seriam mais utilizados. Membros recém admitidos passariam a ser aspirantes a cavaleiro e só após uma dedicação para o clube, que este seria nomeado Cavaleiro do Dragão Dourado. Os cavaleiros passariam a ter responsabilidades e vantagens na operação da lista e do site.

No final do ano 2000, o clube passou por seu maior momento de atividade até então, com pico de 415 mensagens enviadas no mês de setembro. Foi neste momento que foram nomeados os primeiros cavaleiros do clube, em virtude da alta atividade da lista: Renato UCV, em 01/novembro; Kobaia Gorgon, em 17/novembro; Alex Kek, em 20/novembro; e Paulo Castlle, em 11/dezembro. Neste momento, também, o Clube Dragão Dourado conseguiu um forte convênio com o Portal RPG, sob responsabilidade de Emyr, o Arquidruida, conseguindo um domínio próprio (dragaodourado.com.br). Com isso, a atividade aumentou e as mensagens na lista também. Um Pbem, jogo de RPG por e-mail, organizado pelo clube, o Pbem Conspiração, cresceu exponencialmente. No momento que foi suspenso, possuía dois mestres e quase 20 jogadores. O aumento de membros na lista e no clube só não foi maior devido a um erro no formulário de cadastro do novo site, que nunca foi corrigido.

Ordem do Dragão Dourado

Mas o Portal RPG não pôde mais patrocinar o clube e, no início do ano 2001, o domínio dragaodourado.com.br foi cancelado. Por muito tempo, a partir daí, o clube ficou sem um site para divulgá-lo, ou com um site inativo.

Nos anos de 2001 e 2002, houve muitos altos e baixos na lista de discussão. As discussões ocorreram de forma tranquila e, diriam alguns, de forma apática. Um destaque do ano de 2001 foi o jogo de estratégia on-line Dragon War, que foi aperfeiçoado diversas vezes e teve que ser cancelado por duas vezes por excesso de jogadores, mais que o sistema suportava.

Em fevereiro/2002, motivados pelo renascimento do projeto do mundo de fantasia medieval de Morgdan, idealizado em 2001, a lista chegou ao pico de 325 mensagens. Nesta época alguns novos nomes surgiram, como Calebe Lee, Lady Pri, Halfwolven, Leonardo Skyler Muzzi e Druida das Pradarias. Ocorreu, também, mais uma eleição para Cavaleiro do Dragão Dourado, que terminou na nomeação de Bard of Sadness (Rodrigo Balbi), em 18/março/2002.

Durante todo o ano de 2002, Leo Jardim desenvolveu um novo projeto para o clube, que passaria a ser chamado de Ordem do Dragão Dourado. Um novo site, utilizando tecnologia ASP wikipedia, foi desenvolvido e um novo domínio foi registrado (dragaodourado.org). O novo site estava pronto e deveria entrar no ar no final desse mesmo ano, no mês novembro, quando a ordem completaria cinco anos de vida. Mas um problema com servidores de hospedagem adiou a sua estréia para 13/março/2003. Nesta data, a Ordem do Dragão Dourado fazia a sua terceira revolução. O dragão, cheio de cicatrizes, estava cada vez mais forte.

Os Tempos Áureos

Após o lançamento do novo site, a Ordem do Dragão Dourado passou pela sua melhor fase. O ano de 2003 foi o mais ativo de toda a história de ordem, com o pico de 825 mensagens enviadas para a lista em novembro e mais de mil membros cadastrados no site. Muitos novos membros se destacaram nesse período como Ironsand, Faelar Amalith, Khalim Willflayer, Luck Vanrel, Estaregue (Nog O Kobold), Ark, o orc (Leonardo Clark), Amra (Bárbara Santos) e Wallace Garradine (Sir Garr). Além disso, Bahamut (primeiro membro da nova lista) foi finalmente nomeado cavaleiro em 11/julho/2003, assim como Lakstal, outro membro de bastante destaque, em 13/dezembro/2003. O projeto de criação do mundo de Morgdan avançou rapidamente e gerou muitos resultados. Vários Pbems foram iniciados, com diversos participantes. A ordem participou de alguns encontros e organizou outros, marcados principalmente pela alegria e amizade dos membros presentes.

O início do ano de 2004 seguiu o mesmo ritmo do final de 2003. Novos membros iam chegando e participando ativamente das discussões e projetos da ordem. Alguns deles foram: Kazbran, Bardo Calado, Fernando Nightcrawler, Radrak e Éomeyr Amblecrown. Nesse período, após uma tentativa de ‘motim’ iniciada por Radrak, foram criados dois novos cargos na ordem. Os Escudeiros do Dragão Dourado seriam aqueles mais próximos de se tornarem cavaleiros. E os Guardiões de Morgdan seriam responsáveis pela criação desse fantástico mundo de fantasia medieval. Khalim Willflayer, Nog O Kobold e Kazbran foram os primeiros escudeiros do dragão dourado.

Vôos altos e baixos

No final do ano de 2004, durante todo o ano de 2005 e no início de 2006 a ordem não conseguiu manter a atividade. O ritmo oscilou entre momentos de muita atividade e momentos de grande marasmo. Novos problemas ocorreram com servidores de hospedagem e o site voltou a ser dragaodourado.com.br. Alguns nomes surgiram, como Kefka Rowantha, que foi mais um a ser nomeado Escudeiro do Dragão Dourado, Kahei, Lynx Lorecraft, Carol, Scrooger, Viviana (Suzanna/Thor do Machadão), Ashmar e Anjo Negro. Os membros mais antigos e cavaleiros passaram por grandes momentos de inatividade e o site ficou muito tempo desatualizado. Mais uma vez, o Grande Dragão Dourado enfrentava um grande desafio.

Nos anos seguintes, algumas novidades como o concurso de ilustrações para Morgdan, realizado em 2010, agitaram a Ordem. Alguns novos membros ativos surgiram, como Snowz, que ajudou bastante com o visual da Ordem, criando um novo escudo (logo) e novos banners, o mapa de Morgdan, além de ser um membro bastante ativo na criação de Morgdan e assuntos gerais relacionados à Ordem.

Tempos Modernos

Em 2011, a Ordem iniciou sua migração de seu site para um novo ambiente (Wordpress wikipedia), e passou a adotar o estilo de blog wikipedia. Neste mesmo ano, a Ordem se modernizou, iniciou um Twitter link externo e Facebook link externo. A Ordem ancestral luta para se manter moderna!

Escreva um comentário